Até o fim deste ano, 92% das escolas terão acesso à internet garantindo a inclusão digital de 35 milhões de estudantes. Hoje a tecnologia está acessível para 24,8 milhões de alunos das escolas públicas atendidos pelo Programa Banda Larga nas Escolas. A ampliação desse universo é resultado de um acordo firmado pelo Governo Lula com as operadoras do serviço. Paralelamente, o Ministério da Educação está promovendo a capacitação de professores e difundindo estratégias pedagógicas com o uso de conteúdos digitais e outras tecnologias dentro da sala de aula para tornar o processo educacional mais eficiente, interessante e sintonizado com os interesses da sociedade.

Os números e a ações do MEC foram apresentados ontem pelo secretário de Educação a Distância Carlos Eduardo Bielschowsky durante a conferência O Impacto das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) na Educação, promovida pela Unesco.

“Queremos tornar a sala de aula menos aborrecida, mais atraente. Até o momento, implantamos laboratórios em 42.688 instituições. Mas não basta dar a infraestutura. É necessário capacitar o corpo docente e oferecer conteúdos a serem trabalhados em sala de aula. É isto que estamos fazendo. Em 2009, capacitamos 332.184 professores e faremos mais este ano”, afirmou Bielschowsky.

Em outro programa, o Aluno Integrado, o MEC apoia a formação de 75.000 estudantes maiores de 15 anos para que atuem como monitores nos laboratórios de informática das escolas.

Fonte: Brasília Confidencial

0 comentários:

Postar um comentário